Verão ’18 – Parte 2

Se caíste aqui de paraquedas, aconselho primeiro a leitura da Parte 1, para que possas assim enquadrar-te na experiência que foram estas férias de Verão, em Mota e em grupo.

…Tendas montadas, serão no bar da praia até às 22h e segue “dormir”. Eu adormeço facilmente, tenho sono fácil; a Mónica diz que também; o Bruno nunca dorme nestas excursões e a Marta…bom, ela não dorme bem em local algum que não tenha paredes de betão armado, silêncio e presença de um grupo de pessoas na zona, de confiança!

A manhã foi de partilha de áreas doridas e de motivos que fizeram cada um de nós permanecer acordado ao longo da noite, e logo surgiu a “sugestão” de aproveitar as casas que as nossas famílias têm por essa região Centro fora e assim evitar futuras noites de chão irregular e de uma panóplia de sons que são tudo menos passos de pessoas (mas não digam isso às senhoras sem antes enfiar a cabeça fora da tenda).

Acampar selvagem
Vista matinal do interior da tenda

Manhã de preguiça no Carvoeiro, logo de seguida almoço (bom e barato!) com visita à já prometida praia fluvial de Cardigos. A ameaça de montar novamente tenda pairou no ar, e a sugestão nem veio das pessoas mais óbvias! As senhoras fizeram questão de reforçar que queriam dormir ali! Eu, com espanto, concordei, mas logo refletiram e aproveitaram o fecho do bar às 20h para alegar que a melhor opção seria pernoitar na Sertã, onde eu tenho casa. Mas só porque não teríamos qualquer tipo de distração disponível (claro)!

Bem alimentados e cansados, hoje a noite é em colchão entre 4 paredes. Amanhã é um novo dia!

Africa Twin e F800 GS
Estacionadas à porta de casa, na Sertã.

Ao terceiro dia fazemos dia de praia normal, com curtas saídas de mota até às Fragas de São Simão e praia fluvial do Mosteiro. Praias espetaculares, porém incapazes de adiar por mais tempo o choque de personalidades, de egos e vontades! O 3º dia foi aquele que provocou discussão ou discórdia entre cada um, e dentro de cada casal. Eu acredito que é disto que um grupo é feito! Acredito também que é uma consequência do improviso…

Para o 4º dia decidíramos sair da Sertã cedo em direção a Foz d’Égua e assim foi, com paragem (reivindicada) pelo café da Picha para tomar o pequeno almoço e desafogar mais pensamentos reprimidos da noite anterior.

Foz d’Égua, a sua beleza e a temperatura gélida das suas águas retornou a paz ao grupo, ainda que vulnerável, e todos disfrutámos! Em rara concordância, saímos em direção ao Poço da Broca na tentativa de almoçar. E que praia! Linda, fresca, temperada a imperiais e com calor…quase insuportável ainda à hora de despedida de um local cujas palavras não fazem jus.

Vista lateral do Poço da Broca
A minha qualidade fotográfica não faz jus à beleza do Poço da Broca

O jantar seria na Covilhã, a dormida no Vale da Senhora da Póvoa. As meninas (e os homens) teriam acumulado cerca de 200km, e que orgulho foi chegar ao destino!

Fragilidade anímica a ser ultrapassada, meteorologia a prometer “O dia mais quente desde que há registo” e no ar a ideia de ir a Espanha. A saída da cama ditará o desfecho.

“O dia mais quente desde que há registo”

Alvorada, está aí o 5º dia! Dormimos bem, tomámos o pequeno almoço e começámos a sentir o ar seco e quente que a meteorologia prometera. Surge a opção de adiar os planos deste dia para o seguinte, mas num salto de fé logo nos montamos nas motas rumo a Espanha! Calor, mosquitos e 70km depois, as Piscinas Naturales de Acebo foram o destino!

Água morna, de fundo liso, uma vasta extensão de área nadável e repousável, com relva curiosa, mas ainda incompetente na área da acumpunctura foram o ímpeto do dia. Disfrutámos, almoçámos e…dado curioso: Acebo é o centro de Espanha! A empregada de mesa vem de Barcelona e a vendedora ambulante de Madrid; nós de Lisboa! Se o Bruno fosse concorrer às eleições aqui, certamente proporia a construção de um aeroporto.

Regresso, jantar, uma imperial fresquinha e descanso para o 6º dia, que se quer calmo e parado.

Aguarda pela parte 3, a derradeira destas férias de Verão! Saliva um pouco por mais um vídeo, também o final, e regozija-te com a experiência destas férias, nos destaques da página de Instagram do Terra, Rocha e Alcatrão!

Até já!

Deixa aqui o teu comentário